WORKSHOP DA REGIÃO SUDESTE REAFIRMA CONCEITO DE NOVO SINDICALISMO

Aconteceu, nos dias 13 e 14 de maio, o segundo ciclo de palestras do Workshop Regional de Qualificação Sindical,  promovido pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade – CONTRATUH. O evento, da Região Sudeste, acontece no Leques Brasil Hotel Escola, em São Paulo. Ao abrir os trabalhos, o presidente da entidade, Wilson Pereira, falou sobre o projeto de qualificação, prioridade do início do mandato dele à frente da entidade. “A dificuldade financeira que hoje passa o movimento sindical deveria nos impedir de realizar esse evento em todas as regiões do país, mas foi exatamente isso que nos impulsionou. Aqui nós vamos encontrar saídas para fortalecimento das entidades sindicais e também a auto sustentação dos sindicatos. Acreditamos ser esse o caminho: Qualificar para crescer. Sejam muito bem-vindos”, destacou.

O anfitrião do evento, diretor de planejamento da CONTRATUH e presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Apart Hotéis, Motéis, Flats, Pensões, Hospedarias, Pousadas, Restaurantes, Churrascarias, Cantinas, Pizzarias, Bares, Lanchonetes, Sorveterias, Confeitarias, Docerias, Buffets, Fast-Foods e assemelhados de São Paulo e região – Sinthoresp é fundamental fazer essa discussão no atual momento pós-eleição. “São debates que podem orientar a ação sindical das entidades filiadas à CONTRATUH”, comentou.

O primeiro palestrante do dia, André Santos, analista político do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar – DIAP, abordou o tema ”Conjuntura Política pós eleição 2018”. Os dirigentes sindicais filiados à CONTRATUH da região Sudeste que participam do evento ouviram atentos sobre o cenário político atual e entenderam a necessidade de ocupar espaços no processo decisório do país. “As manifestações de rua são importantíssimas, mas hoje nós temos parlamentares que recebem debandas de várias áreas diferentes e que precisam ser orientados. É fundamental que os representantes de trabalhadores estejam dentro do Congresso Nacional articulando e levando aos parlamentares as preocupações da classe trabalhadora”, destacou o assessor.

O segundo palestrante do dia, o professor, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino e Cultura (CNTEEC) e coordenador do Fórum Sindical de Trabalhadores – FST, Oswaldo Barros, abordou o tema ”O movimento sindical de trabalhadores no Brasil do século 21”. O palestrante falou do sindicalismo como conquista da humanidade, que garantiu aos trabalhadores direitos civis, políticos, sociais, individuais e coletivos. Para ele, os  sindicatos, que já foram de resistência e reunificação, passaram por uma transição até a chegada da malfadada Reforma trabalhista. Ele apontou inúmeros pontos negativos da proposta, que agora exige um novo modelo de representação dos trabalhadores. “O movimento sindical precisa de um impulso e de executar tarefas que ele esqueceu de fazer. Além disso, é preciso estar aberto à modernidade,  ter unidade e  buscar novas formas de arrecadação”, ressaltou Barros.

Encerrando as atividades do dia, o mestre e doutor em Direito do Trabalho, Jorge Cavalcanti Boucinhas Filho, debateu com os participantes a respeito do tema ”Poder Judiciário e o mundo do trabalho”.  Dentro da temática, ele falou sobre a estrutura do judiciário no Brasil e esclareceu os participantes sobre os possíveis encaminhamentos do julgamento das ADIs 6105, 6098 e 6092 no Supremo Tribunal Federal (STF), que pede a declaração de inconstitucionalidade da MP 873. “O sindicalismo hoje precisa trabalhar com uma nova realidade, se reinventar para atingir mais filiados e sensibilizar a sociedade sobre a importância da representação dos trabalhadores. As perspectivas de uma mudança nesse quadro por uma decisão judicial não são boas”, finalizou o jurista.

ENCERRAMENTO (13/05)

No segundo dia de atividades, o jornalista Fábio Busian abordou o tema ”Mídias digitais – Como atingir seu público”. O assessor de comunicação demonstrou de forma prática como os dirigentes sindicais podem informar os trabalhadores de base. Para ele, é possível, por meio das redes sociais, site e mídia externa, ocupar todos os espaços na comunicação usando ferramentas simples e descomplicadas, mas com alto alcance. “É extremamente importante que os sindicatos entendam a importância de ocupar espaços na comunicação, fazendo um planejamento e entendendo como atingir seu público de forma cada vez mais assertiva, utilizando as tecnologias atuais ao seu favor. E isso não significa gastar enormes quantias, mas ter criatividade e organização”, destacou.

O secretário-geral da CONTRATUH, Geraldo Gonçalves, abordou o tema ”Sustentabilidade do movimento sindical”. O dirigente explanou sobre a necessidade da nova gestão sindical estratégica, focada em resultados e no novo mundo do trabalho, tecnológico e globalizado. Ele apontou a busca da sustentabilidade sindical por meio de receita própria gerada pelo compartilhamento de serviços entre os trabalhadores em turismo e hospitalidade e suas entidades sindicais. “Considero que apresentei aqui um projeto que deve trazer luz neste novo contexto do movimento sindical. Precisamos fazer uma reflexão crítica sobre o passado e termos mais ação no presente, para colocarmos em prática um curto e necessário novo modelo de gestão. Esta transformação na relação capital x trabalho exige líderes pensando o novo, que demanda novos modelos de gestão com visão de futuro”, finalizou o dirigente.

A próxima etapa de qualificação sindical, destinada à Região Sul, será em Porto Alegre/PR, nos dias 16 e 17 de maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *