Diretores da Fetrhotel discutem acordo da Rede Accor, em Genebra

2016-06-04-PHOTO-00000053

 

Uma delegação do Brasil, formada por diretores da Fetrhotel participou da reunião para discutir o acordo macro internacional com a Rede Accor. A reunião ocorreu na sede da OIT (Organização Internacional do Trabalho), em Genebra, na Suíça, nesta última semana.
Fizeram parte da delegação o presidente da Fetrhotel Cícero Lourenço Pereira e respectivamente, o tesoureiro e o secretário-geral da federação, Antônio Luiz de Souza (Jandaia) e Antônio Carlos da Silva Filho.
Representando o Sinthoresp estava o diretor Rubens Fernandes da Silva, representando da Contratuh o presidente da confederação Moacyr Roberto Tesch Auersvald e a Fethepar o presidente da entidade Wilson Pereira.
Conforme Cícero, somente no Brasil, a Rede Accor rede tem 248 Hotéis e pretende chegar a mais de 300 unidades até 2017. Em 2014, a rede faturou 5,4 bilhões de euros.
A rede é um grupo de serviços internacional com sede na França presente nos ramos de hotelaria, agências de viagens e restauração e gestão de casinos. Em 2014, Accor contava com 3762 hotéis, distribuídos pelo mundo, com 157 mil empregados.
A reunião em Genebra foi convocada pela UITA (Unión Internacional de Trabajadores de La Alimentación), entidade a qual a federação é filiada.
Segundo presidente da Fetrhotel foram encaminhadas várias propostas para concluir o acordo internacional. Houve até proposta para não renovação do mesmo, por causa do teor genérico do documento.
Durante os debates chegou-se a conclusão que o acordo precisa ser aperfeiçoado para que os países membros, que compactuam o documento, possam usar o acordo em seus países e fazer o contraponto para acabar com a exploração dos trabalhadores empregados pela rede.
Também foi discutida a proibição de sindicalização dos trabalhadores, pela rede Accor, que tem ocorrido ocorre em diversos países.
Entre outras irregularidades foi debatida a à terceirização irregular. Segundo denuncia, a prática estaria ocorrendo em vários setores dentro das empresas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *