BHG lucra e projeta 2013 com balanço positivo.

Por João José Oliveira | De São Paulo

O presidente da BHG BrazilHospitalityGroup, terceira maior rede hoteleira do país, Eduardo Bartolomeo, disse que as margens da companhia vão continuar o processo de recuperação, o que abrirá espaço para encerrar 2013 com resultado positivo na última linha do balanço. “Se fizer o carregamento do que foi feito no terceiro trimestre, pode ver que podemos encerrar o ano com o balanço bem azulado.”

A BHG reverteu no terceiro trimestre deste ano o prejuízo registrado no mesmo período de 2012, com lucro líquido de R$ 3,3 milhõesante perda de R$ 956 mil ano passado. A receita líquida subiu 3,2%, a R$ 59 milhões. “Conseguimos elevar a diária média sem perder muito em taxa de ocupação graças à qualidade dos nossos ativos no Sudeste, principalmente no Rio de Janeiro”, disse Bartolomeo. A companhia conta com uma rede de 48 hotéis e 8.539 quartos.

A diária média subiu 3,4%, mas a taxa de ocupação média cedeu 2,2 pontos percentuais, a 63,4%, na mesma base de comparação.

No acumulado de janeiro a setembro, o resultado líquido ficou negativo em R$ 4,3 milhões. No mesmo período de 2012, a perda foi de R$ 8,5 milhões.

A margem de lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (margem Ebitda) atingiu 35,5% em 30 de setembro, pouco abaixo dos 36,2% do mesmo período de 2012, mas acima dos 28,8% de abril e junho deste ano. “Temos unidades com margem entre 40% e 50%. Queremos levar a média a esse patamar”, disse o executivo.